Vereadores de Juazeiro do Norte denunciam demissões na prefeitura e apontam gastos com parentes do prefeito

Durante a sessão ordinária desta terça-feira (6), vereadores voltaram a denunciar demissões em massa na Prefeitura de Juazeiro do Norte. Os parlamentares classificaram como ‘falta de sensibilidade’ a rescisão contratual de servidores temporários.

O assunto foi levantado pelo vereador Capitão Vieira Neto (PTB). Ele afirmou que a medida vai prejudicar os serviços prestados à população, além de retirar a única fonte de renda de pessoas que recebiam apenas um salário mínimo.

“Quando o prefeito demite pessoas, serviços deixam de ser realizados. Mas ele não demite ninguém da família dele, todos continuam nomeados, mas as pessoas mais necessitadas vão ter um mês de dezembro amargo, sem salário e sem décimo terceiro”, disse o parlamentar.

O presidente Darlan Lobo (PTB) também se manifestou sobre o assunto. Segundo o chefe do Legislativo Municipal, o prefeito estourou a folha de pagamento ao dar cargos para amigos e familiares, o que resultou no encerramento de contratos de forma antecipada para diminuir o inchaço na folha.

“Ele estourou a folha para beneficiar seus cabos eleitorais, as pessoas que levantaram a sua bandeira durante a campanha”, disse Darlan.

Ainda durante a sessão desta terça (6), vereadores denunciaram a nomeação de familiares e amigos do prefeito que ocupam cargos comissionados e a chefia de secretarias municipais. O vereador Capitão Vieira trouxe para a sessão uma matéria jornalística que aponta despesas de R$ 1 milhão com pagamento de salários dos familiares do prefeito. Na matéria são citados a esposa, primos e outros servidores com grau de parentesco com o prefeito.

“A gestão do prefeito Glêdson só privilegia seus parentes e familiares. Isso são os parentes próximos ao prefeito, mas tem outra enxurrada de parentes dos secretários”, completou.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias