Contas de energia terão aumento médio de 5,6% em 2023, prevê Aneel

Foto: Thiago Gadelha

A previsão de reajuste médio da tarifa de energia é de 5,6% para 2023, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Todavia, a depender da distribuidora, o percentual pode variar de zero a 10%. O órgão divulgou a estimativa aos representantes de equipe de transição do Governo Federal, nessa terça-feira (23). Para a definição do aumento, são considerados indicadores inflacionários como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

Portanto, a depender das oscilações desses índices, os percentuais podem ser alterados até o período de aplicação. Conforme a Aneel, sete distribuidoras de energia devem ter reajuste superior a 10%, enquanto 15 podem variar entre 5% a 10%. Já outras 17% terão correção de 0% a 5%.

Apenas 13 concessionárias de energia não registrarão elevações. A diferença entre as empresas ocorre em razão dos custos de distribuição de cada uma. No Ceará, a distribuição de energia é feita pela Enel, que já informou ter planos de vender a concessionária no Estado. Em abril deste ano, houve aumento médio de 24,85% na conta de luz dos cearenses.

Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade