Câmara Municipal de Juazeiro do Norte discute suplementação de 10% no orçamento do Executivo

Foto: Ascom

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte iniciou as discussões sobre o projeto enviado pelo Executivo, que trata da abertura de crédito suplementar de 10% no orçamento deste ano. Para 2022, o orçamento aprovado é de quase R$ 1 bilhão. Dessa forma, a suplementação requerida pelo Executivo está fixada em aproximadamente R$ 100 milhões.

A matéria provocou divergências entre os parlamentares que participaram da Sessão Ordinária desta quinta-feira (24). O vereador Capitão Vieira Neto (PTB) disse que a matéria deve ser discutida “com muita calma e com documentos”. Segundo o parlamentar, o chefe do Executivo está querendo a aprovação da Câmara para exceder a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Estamos vendo o prefeito querendo furar o orçamento. Ele quer atribuir a responsabilidade de não pagar 13º salário e a folha de dezembro porque ele vai exceder os 54% da lei de responsabilidade fiscal”, afirmou o vereador. “Tem que abrir uma discussão muito grande para ver a responsabilidade de cada um”, completou.

O presidente da Casa, vereador Darlan Lobo (PTB), também se manifestou sobre a matéria. Ele disse que o prefeito enviou o projeto porque “está com medo de responder por improbidade administrativa”. O presidente disse também que atual gestão municipal está desorganizada e se colocou à disposição para ajudar o prefeito, mesmo possuindo divergências políticas com o gestor.

“A gestão está fora dos trilhos, desorganizada em todos os setores. Se ele [Glêdson] precisar de um secretário competente e responsável, eu vou fazer isso pelo povo de Juazeiro. Vou até sem remuneração ajudar a sua gestão que está fora dos trilhos”, disse o chefe do Legislativo juazeirense.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade