Visitantes do Horto cobram acessibilidade para pessoas com deficiência

Foto: Reprodução

Pessoas com deficiência (PCDs) que vão visitar o Horto, espaço turístico situado em Juazeiro do Norte, encontram um desafio: a falta de acessibilidade. Visitantes no local reclamam da falta de infraestrutura adequada para quem apresenta alguma restrição de mobilidade.

Em vídeo publicado nas redes sociais, um frequentador aparece empurrando uma mulher de cadeira de rodas no espaço, durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores, que aconteceu no início deste mês.

“Se a pessoa tiver sozinho, como que a gente consegue chegar ao horto? Como que consegue chegar ao teleférico? (…) A gente precisa de um ambiente onde pessoas com mobilidade reduzida consigam chegar até a igreja do horto sem que dependam de outra pessoa”, diz o visitante nas imagens.

O trecho onde a gravação foi feita tem cerca de 500 metros e liga a estátua do Padre Cícero, o teleférico do Horto e o casarão até a Igreja do Senhor Bom Jesus do Horto. O advogado Jeferson Santana e alertou para a necessidade de “discutir a inserção da pessoa com deficiência no cotidiano, no dia a dia”.

De acordo com o advogado, que é o morador do Crato e cadeirante, apesar de pontos turísticos como o Horto ainda precisarem “melhorar muito” sobre a questão da acessibilidade, já há avanços nesse sentido em algumas áreas da região.

Jeferson frisou ainda que o maior desafio para PCDs é nas ruas da cidade. “Nós temos uma falta de padronização das calçadas, temos alguns comerciantes que ainda insistem em invadir o espaço da calçada (…) Com mercadoria dos seus estabelecimentos comerciais. Precisamos discutir isso”.

Em nota encaminhado para a rádio CBN Cariri, a administração do Horto frisou que “tem se empenhado há anos para bem acolher os devotos e visitantes”. Além disso, os responsáveis pela estrutura garantiram que o tema da acessibilidade será inserido como pauta em próximos planejamentos.

Confira nota na íntegra:

“O Horto é uma Obra Salesiana que, em Juazeiro do Norte-CE, tem se empenhado há anos para bem acolher os devotos e visitantes. Com relação às questões de acessibilidade, projetamos ampliar as estruturas de forma planejada.

A Instituição possui quilômetros de extensão e, buscamos, mesmo não tendo em todos os espaços a acessibilidade necessária, manter rotas alternativas para o trânsito de automóveis e outros transportes, a fim de facilitar o acesso às estruturas.

Ressaltamos ainda que, todos os novos estudos e projetos do Horto, consideram a questão da acessibilidade. Acolhemos com respeito e empenho às solicitações sobre o tema e colocaremos como pauta em próximos passos a serem ampliados e melhorados”.

O Povo

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade