Juazeiro do Norte se aproxima da sua média anual de chuva em 2022

Foto: Marciel Bezerra

Juazeiro do Norte tem o acumulado médio de chuva até o momento é de 857.3 mm. A média histórica anual para o Município é de 962.2 mm.

A quadra chuvosa (fevereiro-maio) no Ceará se aproxima do fim com bons índices já conquistados. Estes volumes acumulados devem-se à regularidade das chuvas neste ano de 2022. Há 105 dias chove de forma consecutiva em, pelo menos, 10 cidades cearenses.

Em 2022 o Ceará se aproximou de atingir um feito raro. Em cinco décadas – desde que a Funceme começou a monitorar e registrar os dados pluviométricos – só choveu três vezes em todas as cidades cearenses em um único dia Em 15 de março deste ano, 181 dos 184 municípios do Ceará foram banhados pelas chuvas.

Com tantos dias consecutivos de chuva, o ano de 2022 tem acumulado bons resultados. Dos 184 municípios, 57 já superaram a média histórica anual. Ou seja, em pouco mais de 4 meses, choveu o esperado para todos os 12 meses do ano. Em outras 12 cidades, faltam apenas 5% para que o índice anual também seja superado.

As chuvas bem distribuídas em tempo e espaço favoreceram os aportes hídricos em diversos açudes do Estado. De janeiro a maio – dia 8 – os 155 reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) já conquistaram 3,68 bilhões de metros³ de água, elevando a porcentagem de armazenamento para 37,1%. No início do ano, este índice era de apenas 20,2%.

O aporte de 2022 é o segundo melhor desde 2011, atrás apenas do ano de 2020, quando o Estado contabilizou, ao fim dos 12 meses, 5,99 bilhões de m³ de recarga hídrica.

Das 12 bacias hidrográficas do Estado, apenas cinco têm volume médio abaixo dos 20%: Baixo Jaguaribe (17,67%), Curu (12,02%), Médio Jaguaribe (8,45%) e Sertões de Crateús (19,61%) e Banabuiú (6,53%).

Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade