Enxame de abelhas vive em poste de energia elétrica e causa transtornos a moradores de localidade de Barbalha

Foto: Reprodução

Um enxame de abelhas tem tirado o sossego de moradores do sítio Estrela, em Barbalha. Segundo eles, há mais de seis meses, os insetos vivem em um poste da localidade, causando transtornos à população. Algumas pessoas já foram picadas.

A casa mais próxima ao poste é a de Francisca Bibiana da Costa, 81 anos. Ela diz que nem cozinhar consegue, porque as abelhas ficam sempre por perto. “Eu tenho que tá lá porque é onde cozinho. Faço uma coisa, corro! Faço outra, corro! Eu posso viver numa vida dessas?”

Os moradores fizeram ligações para a Enel Ceará, mas ainda não receberam retorno sobre o caso. Em nota, a Enel informou que a responsabilidade da retirada é do Corpo de Bombeiros.

Uma equipe dos bombeiros esteve no local para verificar a situação. De acordo com o tenente Pedro Saraiva da Cruz Filho, eles precisam aguardar o desligamento da energia, que é de responsabilidade da Enel, para que o enxame seja retirado. Além disso, somente no período noturno é possível fazer esse trabalho, pois é o horário em que as abelhas estão na colmeia.

Os bombeiros também orientaram evitar barulhos, usar pouca iluminação, pois os insetos gostam de se aproximar de luz e evitar proximidade por conta da agressividade de algumas espécies.

No caso de pessoas alérgicas à picada do animal, o cuidado deve ser redobrado, pois pode causar óbito.

O professor de apicultura do IFCE Campus Crato, Francisco Nairson de Oliveira, disse que as abelhas procuram lugares onde há mais diversidade de alimento (o pólen das flores) e a água e que esses itens precisam estar em até 1.500 metros. O poste não é o lugar ideal, por conta do calor, mas mesmo assim, se houver um ambiente onde elas sobrevivam, elas ficam.

G1-CE

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade