Dois jovens de 18 anos morrem em troca de tiros com Policiais do RAIO em Crato

Foto: Redes Sociais

Por volta das 17h45min desta sexta-feira (06), na Rua 13 de Dezembro, na comunidade da Baixada Fluminense, no bairro Seminário em Crato. Dois jovens de 18 anos morreram após trocarem tiros com policiais. Cícero Diogo dos Santos Felix, o “Cicinho” e Leandro Pereira Amorim, o “Neguinho da Batateira”. A equipe Militar do Raio 04 avistou, um dos jovens sem camisa com um volume nas mãos, correndo segurando algo na cintura e entrou em uma casa e fechou a porta

A policia fez um cerco à residência e um indivíduo saiu na varanda com uma arma em punho atirando em direção a um dos militares, ocasião em que um dos policiais conseguiu entrar a casa pela frente, e ao mesmo tempo outros dois PMs abordaram um elemento tentando correr pelos fundos do imóvel. Mesmo sendo anunciada a presença da polícia aos indivíduos, os que estavam na parte de cima da casa continuaram a atirar na composição policial quando foi solicitado o apoio das outras equipes policiais.

O policiamento revidou a ação dos suspeitos, e na troca de tiros dois dos três indivíduos foram lesionados, Cícero Diogo dos Santos Felix, 18 anos que morava na Rua 13 de Dezembro, Baixada Fluminense e Leandro Pereira Amorim, 18 anos, que residia na Rua São Raimundo, Bairro Giselia Pinheiro (Batateira). Eles foram socorridos ao Hospital São Francisco de Assis onde foram constatados os óbitos

Segundo a polícia, durante a ação foram apreendidos, dois revólveres, calibre 38 um com capacidade para cinco tiros e outro para seis disparos, além de sete munições intactas, outras sete deflagradas e uma picotada. Os itens da apreensão juntamente com a testemunha dos fatos, José Jonas Santos, de 28 anos, morador da Baixada Fluminense, este que de acordo com informações da polícia, já possui antecedentes criminais por dois roubos, uma receptação e um homicídio foram apresentados na 19ª Delegacia Regional de Policia Civil do Crato ao delegado plantonista, Dr. José Flávio dos Santos que adotou os devidos procedimentos.

 “Cicinho” já responde procedimentos por assalto, tráfico de drogas e porte de arma de fogo. Além disso, era a pessoa vista nas imagens de câmeras de segurança assassinando Francisco Deyvid dos Santos Marques, 25 anos, o “Maranhão”, na tarde do dia 27 de abril deste ano. A vítima residia na Rua Manoel Macêdo (Seminário) e morreu no HRC em Juazeiro em decorrência dos ferimentos à bala na cabeça. O crime aconteceu na Travessa Aurora naquele bairro e “Neguinho” também estava no local.

Deixe seu comentário

Mais notícias