Atividade física deve ser estimulada em paciente com doenças na coluna”, aponta neurocirurgião caririense 

Foto: Divulgação

Problemas na coluna afetam 8 em cada 10 pessoas, segundo a OMS

Um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que as dores lombares afetam 80% da população mundial, ou seja, 8 em cada 10 pessoas sofrerá com dores na coluna em alguma fase da vida. E, ao contrário do que muitos pensam, a prática de atividades físicas é importante para evitar e amenizar as dores nessa região do corpo.

“Os estudos demonstram que as pessoas que têm problemas na coluna, elas melhoram com a prática da atividade física. A atividade física, o fortalecimento da musculatura da coluna, ela é essencial para o tratamento das dores na coluna”, explica o neurocirurgião Dr. James Rocha, especialista em cirurgias neurológicas e da coluna vertebral.

A coluna vertebral é uma das partes mais vitais do corpo humano, ela tem como função absorver impactos, proteger a medula espinhal além de ser a responsável pela mobilidade do nosso corpo. No entanto, o envelhecimento e o desgaste dos discos que a formam, podem contribuir para o aparecimento de doenças na coluna. Entre as mais comuns estão a hérnia de disco, lombalgia e escoliose.

O médico caririense aponta que atende diariamente pacientes que foram orientados a deixarem a atividade física para não agravar as doenças da coluna, e alerta que, apesar de existirem restrições, à prática de exercícios com orientação é benéfica, “a atividade física bem orientada, bem recomendadas, elas ajudam sem nenhuma dúvida. Exceções pontuais de proibições podem até existir, mas não são regra. A atividade física deve sempre ser estimulada em paciente com doença na coluna”, finaliza Dr. James.

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade