Uso de máscara não é obrigatório em táxis e veículos por aplicativo no Ceará

Foto: Reprodução

O uso de máscara não é mais obrigatório em táxis e em viagens por aplicativo no Ceará, após a publicação nesta quinta-feira, 14, do último decreto que liberou o equipamento de proteção em espaços fechados. De acordo com informações da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), a manutenção da obrigatoriedade das máscaras acontece somente para transportes coletivos — ônibus e metrô — e em seus locais de acesso (estações e terminais).

Em nota, a 99 disse que segue as diretrizes publicadas pelo governo local, mas aponta que o momento demanda “cuidado e adaptação”. “Incentivamos todos a continuarem adotando medidas de proteção como o uso de máscara e álcool em gel”, aconselha a empresa. “A segurança dos passageiros e motoristas parceiros continua sendo uma prioridade para a 99”, garante.

O uso da máscara também segue obrigatório nos equipamentos de saúde, tais como hospitais, policlínicas, clínicas médicas e odontológicas, postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). A gestão recomenda ainda o uso de máscaras para idosos, pessoas com comorbidades ou que estejam com sintomas gripais. O passaporte sanitário segue em vigor em locais como restaurantes, cinemas e teatros.

De acordo com o titular da Secretaria da Saúde, Marcos Gadelha, os casos confirmados em Fortaleza estão muito baixos, “chegando a quase zero”. Atualmente, conforme ele, a cada 100 exames, apenas um dá positivo. O cenário se repete no Ceará, a cada 100 pessoas, apenas 2 ou 3 apresentam exame positivo. Já a governadora Izolda Cela (PDT) destacou a cobertura vacinal do Estado, cerca de 60% em relação à terceira dose.

O Povo

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade