Urologista do Cariri explica “câncer de testículos é raro e corresponde a 5% dos casos da doença em homens no Brasil”

Foto: Divulgação

O médico urologista da Urorim e Hospital Santo Antônio, Dr Thiago Coutinho, explica que a doença tem alta chance de cura, diagnosticada cedo_

O câncer de testículos ganha destaque em abril, mês voltado à conscientização sobre a doença e a importância do diagnóstico precoce. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tumor de testículo corresponde a 5% do total de casos de câncer no sexo masculino e é facilmente curado quando detectado precocemente.

Dr. Thiago Coutinho, médico urologista do Cariri, explica que a doença é mais frequente entre jovens de 15 a 35 anos, e que o sintoma mais comum é o aparecimento de nódulo na região: “se você jovem, homem, sente alguma palpação no testículo, algum nódulo, algum caroço, você precisa procurar o seu médico urologista, precisa fazer um exame de ultrassom, simples e acessível, para que a gente comece a fazer um diagnóstico”

Outros sintomas da doença são o aumento ou a diminuição dos testículos e dor na parte baixa do abdômen. O câncer de testículos é raro e apresenta baixa grau de mortalidade, estima-se que 95% das pessoas diagnosticadas com tumor de testículos conseguem a remissão do câncer.

“o câncer de testículos é um câncer que é pouco frequente, mas como acomete a população muito jovem, a gente precisa ter bastante cuidado, para que tenha o diagnóstico precoce. Então, fazendo o diagnóstico precoce é encaminhado para o tratamento”, aponta o médico

Para o tratamento é indicado a remoção do testículo: “A cirurgia é o tratamento mais indicado, com uma chance de cura bem alta, quando o diagnóstico é precoce. E fazendo a orquiectomia, que a gente faz a cirurgia, a gente consegue ter uma boa taxa de sucesso”, conclui Dr. Thiago.

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade