Suspeito da morte de motoristas de aplicativo criou cadastro dois minutos antes de pedir viagem

Um dos suspeitos de envolvimento no latrocínio de dois motorista de aplicativo no Cariri criou uma conta na plataforma dois minutos antes de chamar a corrida, de acordo com o delegado Giovani Moraes, responsável pelo caso. Ainda segundo ele, o passageiro começou e terminou a viagem em endereços considerados ermos.

“O que a gente pede é que os motoristas de aplicativo tenham cuidado com os passageiros que ele vai transportar. Que eles evitem fazem corrida por fora, clandestina. A gente pede que o motorista não se coloque nessa situação de risco. E que verifique o histórico do passageiro”, alertou Moraes.

Os crimes ocorreram em março deste ano e os corpos das vítimas foram encontrados neste domingo (4), após uma investigação da Polícia Civil. Os corpos das vítimas foram encontrados na Chapada do Araripe, na localidade de Sítio Serra dos Pequis, no município de Jardim. Também foi localizado o veículo de um dos motoristas.

O celular do suspeito foi apreendido e pode ajudar nas investigações do caso. O preso foi apresentado à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, e deve ser ouvido pelo delegado responsável pelo caso. Os três presos pelo latrocínios são Wesley Wilkinson Antos dos Santos, 25 anos, Álisson Barbosa da Silva, 27 anos e Janailson Souza da Rocha, 23 anos,que foi preso nesta quarta-feira, em Porteiras.

G1-CE

Deixe seu comentário

Mais notícias