Câmara discute proposta de reajuste para os servidores municipais de Juazeiro do Norte

Foto: Josimar Segundo

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte aprovou na sessão desta terça-feira (19) a proposta do Poder Executivo que reajusta o salário base dos servidores públicos municipais em 11,05%. Movimentos sindicais acompanharam os trabalhos das galerias da Casa.

Na ocasião, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sisemjun), Marcelo Alves, classificou a proposta do Governo como ‘irrisória’, defendeu a continuidade das negociações e pediu o adiamento da votação da matéria, a fim de negociar um reajuste superior. Ele considerou que a proposta enviada pelo Executivo penaliza os servidores de nível fundamental, médio e técnico.

“O sindicato está tentando junto com o Governo, com o apoio dessa Casa, um processo de mediação para que a gente possa chegar a um acordo que seja benéfico para todos os lados. A gente está perto de chegar a um acordo, mas precisa-se de mais tempo”, afirmou Marcelo Alves.

Líder do Governo na Câmara, o vereador Rafael Cearense (Podemos) justificou que o percentual proposto pelo Executivo é superior ao aplicado por municípios como Crato, Barbalha e Fortaleza. “Se nós olharmos para todo o Estado do Ceará, nós vamos ver todas as cidades colocando, com exceção de Missão Velha e Maracanaú, um valor abaixo do que está sendo proposto pelo Governo Municipal de Juazeiro do Norte”, explicou.

Servidora faz uso da Tribuna

Na sessão desta terça-feira (19), a assistente social Zilderli de Sousa Silva cobrou um reajuste maior e melhores condições de trabalho para os servidores públicos municipais. Na Tribuna da Casa, ela denunciou que o deslocamento para trabalhos externos são realizados em um carro sem freio e com a porta quebrada, além de outras reclamações como falta de material de expediente.

“Estou tirando da boca daminha filha para comprar caneta, para fazer um plano de internet para manter contato. Com 11,05% eu não cubro o que eu gasto para trabalhar”, afirmou a servidora.

Atividade legislativa

Na sessão desta terça-feira (19), vereadores fizeram 41 requerimentos. Oito projetos deram entrada na Casa, sendo 06 de origem do Legislativo e 02 do Executivo, e 39 projetos voltaram das comissões. Seis projetos foram colocados em votação, incluindo do reajuste salarial dos servidores municipais.

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade