Apresentação de passaporte vacinal continua sendo obrigatória

Apesar do uso de máscara em ambientes fechados ter deixado de ser obrigatório no Ceará, com algumas exceções, o passaporte vacinal permanece sendo cobrado para a entrada em eventos e estabelecimentos, conforme o último decreto da governadora Izolda Cela (PDT) publicado nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial do Estado.

A razão pela qual o uso das máscaras foi flexibilizado relaciona-se ao avanço na aplicação das vacinas contra a Covid-19. Com a imunização de quase 90% dos cearenses com o esquema vacinal completo (pelo menos as duas primeiras doses), considera-se um “bom nível de controle” da pandemia no estado, conforme Izolda Cela.

“Esse momento é importante, quando a decisão permite a desobrigação do uso de máscara nos ambientes fechados e lembrando uma coisa muito importante: as recomendações permanecem. O próprio decreto traz recomendações”, disse a gestora.

Para o epidemiologista Luciano Pamplona a cobrança do passaporte vacinal é muito importante porque funciona como um estímulo na busca pela vacinação, imunizando mais pessoas, especialmente agora quando se pensa em se poder recompor a vida como ela era.

O passaporte vacinal contra a Covid-19 foi instituído oficialmente pelo governo do Ceará no dia 15 de novembro de 2021 para as pessoas terem acesso a eventos, restaurantes, bares e barracas de praia. Atualmente, as pessoas a partir de 18 anos devem apresentar o comprovante com as três doses da vacina, ou com duas doses, no caso daqueles que tomaram a vacina da Janssen.

G1-CE

Deixe seu comentário

Mais notícias