Thiago Cavanhaque é morto em troca de tiros com o Raio no bairro Campo Alegre

Foto: Reprodução

Por volta das 16 horas desta quarta-feira (02), Tiago Silva Santos, de 30 anos, o Tiago Cavanhaque, morreu em um confronto com o RAIO que tentou prendê-lo no bairro Campo Alegre. Ele residia na Rua Manoel Amorim dos Santos naquele bairro, se refugiou numa construção abandonada e tomada pelo mato a qual terminou cercada pelos PMs quando ele atirou, houve revide e ele foi atingido e ainda foi socorrido ao Hospital Regional do Cariri onde morreu.

Tiago Cavanhaque tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas, lesões corporais, portes de arma de fogo, homicídio contra Weslley Agostinho de Santana, de 24 anos, o “Paulistinha” que residia no bairro João Cabral e já tinha sido vítima de atentados à bala.

A mãe de Tiago Cavanha, Cícera Maria dos Santos Rocha, de 51 anos, também era acusada do tráfico de drogas, foi assassinada a tiros na noite do dia 23 de agosto de 2018, na Rua Beata Maria de Araújo (João Cabral) e estava na calçada de casa quando homens passaram atirando. A mesma morreu no local e saíram baleadas sua filha Luciana Silva Santos, então com 29 anos, e Antônia A de M. Silva, de 59 anos, socorridas ao Hospital Regional do Cariri.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade