Fevereiro tem menos 200 mil casos e 400 mortes por Covid que janeiro no CE; veja redução por cidade

Foto: Reprodução

A pandemia da Covid-19 perdeu força em fevereiro, no Ceará. A redução na procura por atendimentos nas unidades de saúde e nas solicitações por leitos de enfermaria e UTI refletem a menor positividade de casos e de mortes pela doença. Entre janeiro e fevereiro, os registros caíram em cerca de 200 mil infecções e 400 óbitos.

Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), que monitora o cenário epidemiológico no Estado e funciona como instrumento para a tomada de decisões sobre o futuro da pandemia.

O mês de janeiro, que marcou a explosão da transmissão da variante Ômicron, teve 224.462 casos confirmados. Embora a maior parte da população cearense esteja vacinada com duas doses, o vírus ainda levou 867 pessoas à morte.

Já em fevereiro, os registros de infecções caíram quase 90%, para 23.178 casos. A quantidade de óbitos reduziu 46%, passando para 468. Outro indicativo da atenuação do quadro é que 78 cidades não registraram mortes em fevereiro; no mês anterior, haviam sido 57.

Entre janeiro e fevereiro, mais de 30 cidades tiveram mais de 95% de redução nos registros de novos casos da doença. O destaque vai para Ibicuitinga, no Sertão Central, cujo decréscimo passou de 307 para apenas dois (-99,35%). Massapê teve queda de 98,69%, passando de 534 para sete.

Já em relação aos óbitos, 46 cidades zeraram os registros, somadas a outras 32 que não tiveram nenhuma morte nos dois meses analisados. Outros 44 municípios tiveram apenas uma morte, cada.

Situação na Capital

Por concentrar a maior população do Estado, Fortaleza também é responsável pela maior parcela de casos e mortes entre os municípios. Porém, a cidade também acompanhou a redução expressiva no último mês.

Os casos diminuíram 94%, indo de 77.647 para 4.613. As mortes tiveram decréscimo de 429 para 178, representando índice de 58,5%. A última análise da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), lançada no fim de fevereiro, corrobora com os dados:

Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade