Estudante de Medicina de Lavras da Mangabeira foi estrangulada e morta pelo namorado em João Pessoa

Reprodução: Redes Sociais

A estudante de medicina Mariana Tomáz de Oliveira, 25 anos, foi morta neste sábado (12) no seu apartamento no bairro Cabo Branco em João Pessoa (PB). Ela era natural de Lavras da Mangabeira e estava cursando o 6º semestre de Medicina. Era sobrinha do ex-senador Eunicio Oliveira. Filha do casal Bosco Oliveira e Francilene Tomaz e aibda tinha um irmão, Gustavo Oliveira.

O corpo deMariana apresentava lesões no pescoço e marcas evidentes que a garota foi morta por estrangulamento.

Mariana tinha ido a uma festa na sexta-feira a noite e retornou para o apartamento com o namorado, o qual estava namorando há cerca de 30 dias. Na madrugada deste sábado, o empresário do ramo cerâmico Johannes Dudeck, 31 anos, teria acionado o SAMU, informando que Mariana estava tendo convulsões. Ele prestou depoimento e foi preso preventivamente. Após exames, a perícia confirmou a esganadura.

O namorado de Mariana possui histórico de violência, a polícia paraibana informou que Johannes já tem outras três acusações pela Lei Maria da Penha por agredir três mulheres diferentes. Ainda explodiu o carro do ex-cunhado, quando chegou a ser preso.

O corpo de Mariana Thomáz vai ser velado na Rua Raimundo Gomes de Holanda (Rosário) no município de Lavras da Mangabeira. Após a celebração de missa na Igreja Matriz às 16h30min deste domingo, amigos e familiares prestarão as ultimas homenagens antes do sepultamento no Cemitério de Lavras da Mangabeira.

A faculdade de medicina e enfermagem Facene/Famene emitiu nota de pesar:

“É com pesar que as Instituições de Ensino e da Saúde Nova Esperança, lamentam a triste notícia do falecimento da aluna do P6 de Medicina da Famene, Mariana Tomaz de Oliveira. Nos solidarizamos com os familiares e amigos.”

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade