Museu de Paleontologia do Cariri deve fazer investimento milionário em pesquisas em 2022

Foto: Reprodução

O Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens da Universidade Regional do Cariri (URCA) em Santana do Cariri, recebe em média, 2.000 visitantes por mês, considerado um dos principais centros de visitação da região do Vale do Cariri.

O plano orçamentário do museu cearense é investir R$ 11 milhões em bolsas para professores e pesquisadores visitantes, além de destinar 450 mil reais para a aquisição de armários e equipamentos para a melhoria da conservação de seu arsenal, que serão somados a valores aprovados para a busca por fósseis que foram levados do Brasil no exterior.

Detentor de um acervo que abriga vários grupos de fósseis, o museu considera como seus maiores representantes itens como: troncos petrificados (por silicicação), impressões de samambaias, pinheiros e plantas com frutos; moluscos, artrópodes (crustáceos, aranhas, escorpiões e insetos); peixes (tubarões, raias e diversos peixes ósseos), anfíbios e répteis (tartarugas, lagartos, crocodilianos, pterossauros e dinossauros).

Todo esse material fossilífero é proveniente, principalmente, das Formações Missão Velha e Santana (membros Crato, Ipubi e Romualdo) da Bacia do Araripe.

O Povo

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias