Ministério da Saúde estuda rebaixar status da Covid-19 de pandemia para endemia

Foto: Fabiane de Paula

O Ministério da Saúde estuda rebaixar o status de pandemia de Covid-19 para endemia no Brasil. A expectativa da pasta é ter um posicionamento sobre o assunto nas próximas três ou quatro semanas, após o feriado de carnaval.

A secretária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo, afirmou, em entrevista ao jornal Metrópoles, que o debate será tratado com os gestores do ministério e com os concelhos nacionais de secretários estaduais e municipais de saúde (Conass e Conasems). O órgão deve contar ainda com o apoio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

O rebaixamento de pandemia para endemia para a crise de saúde causada pelo novo coronavírus já foi adotada em alguns países, como a Dinamarca e o Reino Unido. Nesses locais, algumas medidas de restrição foram abandonadas, como a obrigatoriedade de apresentação de teste negativo para a doença para entrar no território, além da exigência do uso de máscara de proteção em ambientes abertos.

“Estamos trabalhando na situação de colocar o status de endemia. Não dá pra falar disso ainda neste momento, porque os casos estão altos, é todo um processo”, afirmou a médica.

Ao Metrópoles, Rosana disse acreditar a discussão sobre o rebaixamento, que chegou primeiro na Europa, deve levar um tempo para chegar ao Brasil.

“Da mesma forma que começou em novembro [de 2019] lá em Wuhan [na China], e aqui chegou em março, abril [de 2020]. A situação também vai ter essa forma. Vai ter o cuidado que a gente teve na mobilização. Agora, [será] da desmobilização.”

Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Mais notícias