UFCA irá cobrar comprovante de vacina para alunos na volta às aulas

Fonte: Reprodução

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) é a primeira universidade pública do Estado a exigir o comprovante da vacina para acessar os espaços de atividades acadêmicas da instituição para o ano letivo de 2021.2. A decisão foi aprovada pelo Conselho Universitário da Universidade Federal do Cariri (Consuni/UFCA) e passa a valer a partir do dia 7 de março, quando está previsto o início das aulas.

Desde março de 2020, início da pandemia de covid-19, as aulas na instituição estavam sendo ministradas de modo remoto. Com a aprovação da exigência do passaporte, a operacionalização da medida (procedimentos de controle e outros desdobramentos) deve ser definida por meio de uma resolução a ser redigida posteriormente. Para a redação do instrumento, o Consuni/UFCA também aprovou a formação de um Grupo Técnico de Trabalho (GTT) específico para a questão, a ser nomeado pela Reitoria.

A decisão foi tomada com a participação de conselheiros e do presidente em exercício do Consuni/UFCA, a vice-reitora e reitora em exercício Laura Hévila, integrantes da comunidade acadêmica, representantes do Diretório Central dos Estudantes da Universidade (DCE/UFCA) e de Centros Acadêmicos de diferentes cursos – além de representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce).

À convite da Reitoria, o Sintufce compareceu à reunião para participar dessa discussão e, ainda, do debate sobre o formato das atividades administrativas, no âmbito da Universidade. Também estiveram presentes integrantes do Comitê Interno de Enfrentamento à Covid-19 (Cieco-19/UFCA) – instância universitária responsável por orientar a comunidade acadêmica em assuntos relacionados à pandemia.

DISCUSSÕES

Outros debates também marcaram o encontro. Foi levantada, por exemplo, a necessidade de propagar o fato científico de que a vacinação é a principal medida de contenção e prevenção da pandemia de covid-19, devendo ser a Universidade, pela natureza das suas atividades, protagonista na defesa da produção de vacinas. “Uma instituição que faz Ciência não pode compactuar que a vacina não seja uma obrigação de todos”, aponta o reitor da UFCA, Ricardo Ness.

Ainda na reunião, o representante dos alunos do Consuni/UFCA, Levi Rabelo, leu um nota assinada pelo CE/UFCA e pelos CAs na Universidade , destacando que “exigir o cumprimento vacinal é um ato não só de segurança sanitária, mas também de reafirmação da universidade pública enquanto espaço de defesa da vida e da ciência”.

O presidente do Cieco-19/UFCA, professor Iri Sandro Pampolha, por sua vez, citou a necessidade de incentivar a vacinação na sociedade e, particularmente, na comunidade acadêmica – sendo a exigência do passaporte uma ferramenta para isso.

 

Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade