Vereadora Auricélia Bezerra encerra ano legislativo com trabalho voltado à saúde, educação e à assistência social

Foto: Reprodução

Em menos de um mês como vereadora de Juazeiro do Norte, Auricélia Bezerra (PTB) encerrou o ano legislativo com balanço positivo, com trabalho dedicado, especialmente, à saúde, educação e à assistência social. Empossada em novembro passado, a parlamentar apresentou diversos requerimentos escritos e verbais, além de quatro emendas ao orçamento de 2022.

Em requerimento dirigido à Procuradoria do Município de Juazeiro do Norte, Auricélia sugeriu que órgão recorra na Justiça a retomada de terrenos ‘perdidos’ pelo Município em processos de usucapião. Em um desses terrenos, segundo a vereadora, seria construída a Casa do Idoso, projeto aprovado na Câmara Municipal, em 2018.

Sobre moradia, Auricélia disse que é necessário “fazer justiça com as famílias” que ainda não conseguiram a casa própria por meio do programa Casa Verde e Amarela. A vereadora enviou requerimento ao prefeito Glêdson Bezerra para discutir o cumprimento da Lei 5.046, que autoriza o Executivo a fazer doações de terrenos para famílias não contempladas.

A vereadora também saiu em defesa de consumidores lesados por concessionárias de água e energia elétrica. Em requerimento enviado ao deputado Rafael Branco, Auricélia pediu apoio ao parlamentar a fim de articular uma reunião com o superintendente da Enel e com o diretor da Cagece “para ver se de uma vez por todas resolvem esses problemas, porque a aflição das pessoas é muito grande”, afirmou.

No combate a Covid-19, Auricélia demonstrou preocupação com acessibilidade para idosos nos locais de vacinação contra a Covid-19. Em requerimento enviado à Secretaria de Saúde, sugeriu que a pasta seja mais criteriosa nas escolhas dos locais de vacinação desse público, que as entradas estejam limpas e acessíveis aos idosos.

Na assistência social, a criação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social LGBTQIA+ (Creas) foi outra pauta defendida pela parlamentar durante os trabalhos legislativos. Em requerimento, Auricélia cobrou agilidade na construção do equipamento. Ela ainda apresentou uma emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA) que destina R$ 1 milhão para viabilizar o funcionamento do Creas LGBTQIA+.

Na educação, Auricélia solicitou informações sobre duas leis de sua autoria aprovadas, respectivamente, em 2018 e 2020, a fim de atender alunos da rede municipal de ensino. A primeira estabelece a Política Municipal de Prevenção e Controle do Diabetes, enquanto a segunda institui o Programa de Fornecimento de Absorventes Higiênicos. A vereadora apresentou outra emenda ao orçamento de 2022, que reserva R$ 400 mil para essa finalidade.

A parlamentar ainda apresentou outras duas emendas no orçamento do próximo ano: R$ 500 mil para o Centro de Referência do Idoso e mais R$ 500 mil para garantir o atendimento a vítimas de violência doméstica. Todas as quatro emendas foram aprovadas por unanimidade na Câmara Municipal.

Deixe seu comentário

Mais notícias