Quase dois anos desde a realização do último concurso, aprovados esperam convocação pela Prefeitura de Juazeiro

Foto: Divulgação

Aprovados no último concurso público para vagas efetivas devem se reunir na praça da Prefeitura de Juazeiro do Norte próxima sexta, dia 3, às 9h, para mobilização _

Beirando o vencimento do certame, a história de muitos aprovados no concurso público e que não são convocados para assumirem o cargo é triste e comovente. Nesta sexta-feira, 03, às 9h, ocorrerá mais uma reunião com a gestão, para tratar sobre o assunto e na tentativa de ser realizada nova convocação, além de ser dado posse aos já convocados.

Buscando, na maioria da vezes, a estabilidade financeira e uma vida melhor, muitas pessoas se dedicam exclusivamente aos concursos públicos. Passam horas e mais horas estudando, realizam anotações, resumos, mapas mentais, revisão de material, cursos extras, fazem da parede do quarto um mural de post-it, compram mentorias, ou seja, de fato investem tempo e dinheiro.

A vida do concurseiro, ao contrário do que muitos acreditam, não é fácil, pois na maioria das vezes enfrentam várias reprovações, julgamentos, frustração e acaba com o psicológico abalado devido a tanta pressão e cobrança. Quando o nome, finalmente, sai no Diário Oficial, a alegria é imensa, pois todo o percurso, enfim, mostra-se recompensado.

Entretando, para alguns esse é apenas o início de uma grande e árdua caminhada rumo a convocação. Há dois anos, foi realizado o concurso público da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, com posterior homologação, no entanto, a gestão municipal ainda não convocou todos os aprovados.

Railma Martiniano foi aprovada para o cargo de professora do Fundamental I, 1° ao 5° ano, porém espera sua tão sonhada convocação. “Eu sempre imaginei que o mais difícil seria passar em um concurso público, mas tenho constatado que o difícil mesmo é ser convocada, pois o gestor não tem boa vontade em fazer. Já se aproxima dos dois anos de homologação do certame e até agora estamos na angústia e tortura da espera pela convocação”, lamentou.

Ela ainda destaca que faz parte de uma das classes mais desvalorizadas do país, que é a de professores. “Aqui em Juazeiro do Norte não está sendo muito diferente, pois somos tratados com total descaso pelo gestor municipal, principalmente em relação a este concurso. Railma destaca que está há quase 1 ano desempregada, passando por inúmeras dificuldades financeiras. “Tenho familiares que dependem financeiramente de mim e eu estou sem poder suprir as necessidades.

A professora conta que os coordenadores de escolas particulares têm fechado as portas para ela ao saber da sua aprovação, temendo que a qualquer momento a profissional seja convocada e deixar a escola desassistida. Outro aprovado no mesmo concurso e que também ainda aguarda a convocação é Ricardo Oliveira, educador físico.

As histórias são parecidas, ele também se encontra desempregado e com um filho recém-nascido que necessita de cuidados básicos. “Há dois anos venho lutando para ser convocado, assim como inúmeros colegas meus, e não estou podendo colaborar financeiramente para com o meu filho e minha família”, disse Ricardo.

Sobre o assunto, a assessoria de comunicação da prefeitura divulgou essa nota:

“A Prefeitura de Juazeiro do Norte, vem por meio desta, informar que novas convocações do concurso em vigor, deverão acontecer somente no próximo ano (2022). A decisão tem por base a Lei de Responsabilidade Fiscal, que estabelece gastos com a folha de pagamento abaixo de 54% da receita líquida correndo do Município. Atualmente, Juazeiro do Norte encontra-se com uma média de 54,06%. Sobre o montante ainda devem incidir pagamento de 13º salário e férias. A Prefeitura já chamou 1.322 concursados, reduzindo em 2.500 o números de contratados. Diante destes fatos, a gestão do prefeito Glêdson Bezerra e Giovanni Sampaio pede compreensão.”

Assessoria Commonike

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias

Publicidade