Presidente do PL Ceará Acilon Gonçalves diz que mantém comando da sigla, mas não garante aliança com Camilo Santana

– Um dia após a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, o presidente da sigla no Ceará, Acilon Gonçalves, disse que tem a “garantia” de todas as instâncias da legenda de que permanece no comando do diretório estadual.

Acilon não garantiu, no entanto, a aliança com o governador Camilo Santana (PT) para a disputa no Ceará em 2022 e ressaltou ter “maioria” de aliados dentro do diretório local da legenda. Além disso, ele colocou o próprio nome à disposição para eventual candidatura ao Governo do Ceará.

Muitos aliados do presidente Bolsonaro, como o deputado estadual André Fernandes (Republicanos) – que já anunciou que pretende se filiar ao PL -, afirmaram que o partido deve apoiar Capitão Wagner (Pros).

Para prefeitos e vereadores do PL no Estado, o momento ainda é de aguardar os desdobramentos da chegada do presidente Bolsonaro ao partido e como isso impacta a conjuntura estadual.

DN

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais notícias