Morre Ernando Uchoa Lima, ex-senador pelo Ceará e ex-presidente nacional da OAB

Foto: Reprodução

O presidente Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, deverá decretar luto oficial de três dias na entidade por conta do falecimento do advogado e ex-senador cearense Ernando Uchoa Lima, ex-presidente nacional da Instituição.

Em âmbito estadual, a OAB-CE deve fazer o mesmo em reconhecimento aos relevantes serviços prestados pelo advogado à causa da advocacia cearense.

Ernando Uchoa morreu na manhã desta segunda-feira (27), aos 89 anos de idade. A causa da morte ainda não foi divulgada.

PERFIL PÚBLICO

Natural de Fortaleza e personagem destacado na vida pública do Estado, Uchoa foi o único cearense presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de ter chefiado a OAB-CE por duas ocasiões e ainda ter sido vice-presidente estadual da entidade.

Orador de destaque, reconhecido pelos colegas, o Dr. Ernando Uchoa foi secretário do Estado e do Município de Fortaleza, membro da Academia Cearense de Letras, além de ter se destacado como líder estudantil de entidades nacionais e locais.

PASSAGEM PELO SENADO

Na eleição de 1970, durante o regime militar, ele foi candidato pela Arena, e acabou eleito suplente de senador, na chapa de Wilson Gonçalves.

Em seguida, em 21 de novembro de 1978, ele assumiu o cargo, com a renúncia do titular, que deixou a cadeira no Senado para assumir cargo de Ministro do então Tribunal Federal de Recursos.

Uchoa se manteve até 1979 como representante cearense no Senado Federal.

A coluna presta condolências à família, amigos e seguidores do jurista cearense Ernando Uchoa Lima.

 

Diário do Nordeste

 

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade