Gari de Juazeiro que tirou foto com Marília Mendonça duas vezes, quando ela esteve por aqui, canta e chora pela sua morte

Foto: Reprodução

Pelas cidades do Cariri, a morte da cantora Marília Mendonça foi o assunto mais comentado. Fãs da cantora e compositora lamentam a partida tão repentina da artista. O Ricardo é estudante e mora no bairro José Geraldo da Cruz. O estudante de 18 anos já foi a dois shows de Marília e é daqueles fanáticos pela artista.

A Dayana também é fã de carteirinha de Marília Mendonça. A corretora de imóveis foi ao último show da artista na Expocrato de 2019. Ela lembra com saudade das músicas, do carisma da cantora e das mensagem de empoderamento às mulheres.

Marília Mendonça esteve no cariri algumas vezes. Nas duas últimas, foram dois anos consecutivos. Na Expocrato de 2018 e 2019. Durante as passagens pela região, ela deixou boas lembranças e marcou a vida de fãs, como o José Maximiano do Nascimento, o Zezinho.

O gari de 62 anos trabalhava no estacionamento do aeroporto quando teve o primeiro contato com a artista. Após tirar uma foto com Zezinho, a própria Marília postou nas suas redes sociais a imagem com a seguinte frase: “eu e meu cupido fizemos as pazes”, uma referência a música composta por ela “o meu cupido é gari”.

Um ano depois o encontro aconteceu novamente no mesmo lugar, quando Marília chegava ao aeroporto de Juazeiro para embarcar após o show. Ficaram as fotos de registro e as lembranças na mente. Emocionado, durante gravação para o programa Balanço Geral da TV Cidade/ Record Ceará, Zezinho cantou um trecho da música e chorou ao lembrar da simplicidade e humildade da artista, durante entrevista ao Repórter Hugo Delion.

Deixe seu comentário

Mais notícias