Família acusa Hospital e Maternidade São Lucas de negligência pela morte de um Bebê

Foto: Pedro Silva

A Família de Adriana Mota da Silva acusa de negligência a Direção do Hospital e Maternidade São Lucas, que é administrada pela Empresa Idab, pela morte de uma bebê que estava preste a nascer. Adriana estava grávida de 38 semanas de gravidez e chegou ao hospital sangrando e mesmo assim foi encaminhada para casa.

O Esposo da Adriana, o Cícero Anderson acusa os profissionais de demorarem a atender a sua esposa. Já a Tia da Criança Daniele Santos afirmou que os profissionais não sabiam nem mexer na máquina de ultrassom e que no entendimento dela, eles seriam estagiários. O laudo oficial com a causa da morte ainda será divulgado e a família já fez uma BO e o advogado que irá representar a família, será o Dr. Roberto Duarte.

A Família conta que na sexta-feira(5), Adriana Mota entrou no hospital com sangramento e mesmo assim ela foi encaminhada para casa. No sábado ela piorou, e no domingo ela foi levada novamente ao Hospital São Lucas, onde ficou muito tempo ainda para ser atendida.

A Direção do Hospital passou para a família que a criança teve Trombofilia no cordão umbilical, o que o levou a morte.

Deixe seu comentário

Mais notícias

Publicidade